terça-feira, 27 de agosto de 2013

QUEM DANÇA, SEUS MALES ESPANTA!



Olá!

Desculpe o trocadilho, mas acredito que além de cantar, a dança também pode espantar os males que insistem em assolar nossa mente e nosso coração. Portanto, mexa-se, remexa-se, faça do seu jeito, vá aprender alguma técnica de dança da moda (olha a Zumba aí!), não importa, só não perca o rebolado.
Quando era  menina-moça, sempre nos casamentos de família, era sim, somente nestas festas que eu era liberada pra ir, ficava só num canto vendo o povão se esbaldar nas danças. Daí eu pensava: um dia não tomarei mais "chá de cadeira". Dito e feito , ou melhor, pensado e feito, alguns anos mais tarde já na faculdade, surgiu a oportunidade de aprender a dançar e lá fui, meio tímida, mas com muita vontade de aprender. Gente, pensa só que nesta época estava em alta nada mais, nada menos o RAÇA NEGRA, os SÓ PRA CONTRARIAR, NEGRITUDE JR e outros, então me esbaldei mesmo, que músicas gostosas de dançar. Sentia-me leve na pista e uma verdadeira "ops"  dançarina. Rsrsrrsrs... me vinguei das festas de outrora.
Mas com todo este papo de dança, o que eu quero mesmo é fazer minha introdução para as dicas de hoje que são três filmes que assisti, reassisti e assisti de novo e para quem gosta de dança são pratos cheios. 
Vamos a eles então: 
 PRIMEIRO FILME: RITMO QUENTE (Dirty Dancing - 1987)




SEGUNDO FILME: Vem dançar comigo (Strictly Ballroom1992).




                               TERCEIRO FILME: Dança Comigo? (Shall we dance? - 2004) 


Essa cena é clássica! Isso que é romantismo.
                                                   

Sei que existem muitos outros filmes que tratam da dança, mas estes três marcaram minha vida (respectivamente na adolescência, na juventude e na fase adulta e já casada), porque como pano de fundo discutem os dramas humanos, conflitos familiares, questões de autoestima (síndrome do  patinho feio), de acreditar no seu potencial e na virada, mas que depende de suas escolha e força de vontade. Para finalizar, gostaria de destacar a frase que foi repetida várias vezes no filme Vem dançar comigo (Strictly Ballroom: "VIVER COM MEDO É VIVER PELA METADE!" É  viver uma meia vida.
E acredito que essa é a essência dos outros dois filmes mencionados também, de não ter medo de enfrentar desafios, mesmo que venham a contrariar as outras pessoas.


Até mais, minhas borboletas!

















Um comentário:

  1. Eu tb sempre fui dançarina, agora to um robô kkkkk, com certeza , quem dança os males espanta :) , beijosss borboleta!

    ResponderExcluir